Normas Comunitárias

Normas Comunitárias

Orientações para a nossa comunidade

Babysits é uma plataforma online de cuidados infanto-juvenis, querendo isto dizer que os/as babysitters e famílias podem contactar-se entre si. Como tal, desenvolvemos normas que recomendamos aos babysitters e famílias o seu cumprimento. Estas normas foram elaboradas para manter a confiança e segurança na comunidade Babysits, de forma a que babysitters e famílias tenham uma maior probabilidade de ter uma boa experiência.

É importante que os/as babysitters tenham em atenção que cada família é diferente. As crianças de quem irão cuidar têm idades diferentes e as regras e formas de fazer as coisas também serão diferentes de família para família. Assim sendo, é importante respeitar estas diferenças e tentar adaptar a abordagem a cada família, no sentido de se prestar o melhor serviço possível. Acima de tudo, pedimos aos/às babysitters que deem os melhores cuidados possíveis às crianças de quem cuidam.

Os pais devem ter em atenção que cada babysitter é diferente e possui expectativas distintas. Pode, por exemplo, esperar trabalhar horas diferentes, fazer outras tarefas ou auferir outro nível de remuneração. É por isso importante que conheça o/a babysitter e que comunique claramente as suas expectativas antes do começo do trabalho. Pedimos aos pais que tratem sempre os/as babysitters com respeito e de forma profissional.

Isenção de responsabilidade

Os pais e babysitters são responsáveis pelo processo de triagem, entrevista e seleção final. Este documento contém orientações de conduta. Babysits rejeita qualquer responsabilidade pelos utilizadores da plataforma ou pelas suas ações. Para ler mais sobre a confiança e segurança na Babysits, visite a página de Confiança e Segurança.

Confiança e Segurança

Babysits reserva o direito de rejeitar o acesso a utilizadores que violem as normas comunitárias ou os termos e condições.

Secção 1: Orientações para Babysitters

Orientações gerais

  • O/a babysitter deve fazer uma representação honesta e fiel a si mesmo(a), assim como das suas certificações e qualificações.
  • O/a babysitter não deve comunicar de forma discriminatória com base na aparência, raça, etnia, religião, género, orientação sexual, cultura, ou de forma que possa ser interpretada como violenta, ofensiva ou inadequada. Esta lista não é exaustiva.
  • Quando um/uma babysitter aceita trabalhar para uma família, este/esta é totalmente responsável pelas crianças ao seu cuidado.
  • O/a babysitter deverá seguir as instruções da família relativas ao trabalho de babysitting (p. ex. regras da casa, hora de dormir, hora de brincadeira).
  • O/a babysitter deve contactar a família quando tiver dúvidas ao lidar com uma determinada situação que envolva as crianças ao seu cuidado (p. ex. medicação, pôr a criança na cama, etc.).
  • Na eventualidade de o/a babysitter ter de (inesperadamente) cancelar um trabalho de babysitting, o/a babysitter deve tentar avisar os pais pelo menos 24 horas antes da hora combinada.
  • O/a babysitter jamais deverá ameaçar ou chantagear os pais ou as crianças ao seu cuidado.
  • O/a babysitter jamais deverá levar algo da casa que não seja seu.

Antes do babysitting

  • O/a babysitter deve discutir com os pais e estar preparado(a) para lidar com qualquer necessidade especial das crianças.
  • O/a babysitter deve avaliar e conversar antecipadamente com os pais para garantir a sua própria segurança.
  • O/a babysitter deve chegar às horas combinadas para o trabalho de babysitting.
  • O/a babysitter deve avisar antecipadamente os pais se estiver atrasado(a) e não for capaz de estar presente à hora combinada.
  • O/a babysitter deve vestir-se de forma adequada para o trabalho de babysitting (p. ex. roupas sem palavrões ou imagens inapropriadas).
  • O/a babysitter deve perguntar aos pais se esperam que realize funções para além das de cuidado infantil (p. ex. limpezas, cozinhar ou atender o telefone).

Durante o babysitting

  • O/a babysitter deve assumir responsabilidade total pelas crianças ao seu cuidado durante o trabalho de babysitting.
  • Em nenhuma circunstância o/a babysitter deverá recorrer a castigos físicos ou verbais com as crianças sob o seu cuidado (p. ex. agarrar, bater, gritar, apertar, praguejar, etc.).
  • O/a babysitter deve contactar os pais assim que surjam problemas com os quais não consiga lidar sozinho(a).
  • Na eventualidade de uma emergência, o/a babysitter deve chamar os serviços de emergência quando não consegue contactar os pais.
  • O/a babysitter não deve abrir a porta a desconhecidos (qualquer pessoa que os pais não tenham expressamente autorizado).
  • O/a babysitter não deve convidar pessoas para a casa durante o trabalho de babysitting, a menos que os pais deem autorização.
  • O/a babysitter não deve consumir álcool, tomar drogas ou outros comportamentos nocivos que afetem a sua capacidade para cuidar das crianças de forma adequada.
  • O/a babysitter deve deixar a casa no mesmo estado em que a encontrou no começo do trabalho de babysitting.

Após o babysitting

  • O/a babysitter deve ser honesto com os pais sobre o comportamento das crianças durante o trabalho de babysitting.
  • O/a babysitter deve informar os pais sobre quaisquer objetos danificados ou partidos durante o trabalho de babysitting.
  • O/a babysitter irá assumir ser pago(a) a quantia combinada anteriormente.
  • O/a babysitter deve, num prazo razoável, comunicar aos pais quaisquer queixas sobre o trabalho.
  • O/a babysitter deve informar a Babysits se os pais se comportaram de forma inapropriada ou injustificada para com ele/ela.
  • O/a babysitter deve escrever uma avaliação à família para ajudar outros(as) babysitters na plataforma.

Secção 2: Orientações para Famílias

  • O progenitor deve fazer uma representação honesta e fiel a si mesmo, assim como do trabalho e dos requisitos do mesmo.
  • O progenitor não deve comunicar de forma discriminatória com base na aparência, raça, etnia, religião, género, orientação sexual, cultura, ou de forma que possa ser interpretada como violenta, ofensiva ou inadequada. Esta lista não é exaustiva.
  • O progenitor deve estabelecer instruções e expectativas claras para o/a babysitter (p. ex. regras da casa, hora de dormir, hora de brincadeira).
  • O progenitor deve informar o/a babysitter se espera que se realizem funções para além das de cuidado infantil (p. ex. limpezas, cozinhar ou atender o telefone).
  • O progenitor jamais deverá pôr em perigo, ameaçar ou agredir fisicamente o/a babysitter.
  • Na eventualidade de o progenitor ter de (inesperadamente) cancelar um trabalho de babysitting, este deve tentar avisar o/a babysitter pelo menos 24 horas antes da hora combinada.
  • O progenitor deve fornecer uma lista de contactos (números de telefone, contacto de emergência), informações sobre as horas de dormir e possíveis medicações.
  • O progenitor deve informar o/a babysitter se estiver atrasado. Em caso de emergência, o progenitor deve tentar estar contactável ou oferecer um contacto alternativo que o/a babysitter possa utilizar.
  • O progentir deve pagar ao/à babysitter a quantia combinada anteriormente.
  • O progenitor deve, num prazo razoável, comunicar quaisquer queixas sobre o desempenho do(a) babysitter.
  • O progenitor deve informar a Babysits se o/a babysitter se comportou de forma inapropriada durante o trabalho.
  • O progenitor deve escrever uma avaliação ao/à babysitter para ajudar outros pais na plataforma.